Animações francesas para morrer de amores

Que a França é pioneira no quesito cinema, não é segredo de ninguém. Mas a gente está acostumado com as comédias, com os romances… Afinal, animação mesmo, a gente aguarda as da Disney, né? Bom, saiba que você pode se surpreender com as riquezas infantis que o País cuja capital é do amor pode produzir.

  • ERNEST E CÉLESTINE

É uma das animações mais lindas que já vi. A doçura, leveza e delicadeza intrínseca dão todo o charme. É brilhante e encantadora, com uma comédia geniosa, capaz de fazer qualquer adulto rir. A crítica à sociedade, no entanto, dá o toque final. Ernest e Célestine é uma pérola escondida no cinema. Você precisa assistir!

  • ABRIL E O MUNDO EXTRAORDINÁRIO 

Outra indicação que o Minuto Livre promete não te decepcionar. O mundo de 1941 está radicalmente diferente daquele descrito e conhecido pela História. Napoleão V reina na no mundo, há 70 anos os cientistas estão desaparecendo misteriosamente. O universo francês é mergulhado numa era pré-industrial, centrada no uso do carvão, onde não há rádio, televisão, eletricidade, aviação, motor à combustão. É nesse mundo estranho que a jovem, Abril, parte em busca de seus pais, cientistas desaparecidos, em companhia de Darwin, seu gato falante, e de Julius, jovem vigarista das ruas. A respostas dos sequestros e a finalidade dos desaparecimentos vai te fazer enxergar a vida de outro modo.

  • A BAILARINA

A estreia desse filme ocorreu no início desse ano e lotou os cinemas do mundo inteiro. E não é por menos, uma sonhadora menina órfã toma uma atitude arriscada: fugir para Paris e realizar o sonho de ser uma grande bailarina. Lá, ela decide se passar por outra pessoa, e consegue uma vaga no Grand Opera, onde vai aprontar muitas aventuras. Como todo bom filme francês, a mensagem implícita é muito mais profunda. Haja o que houver, nunca, nem por um instante, desista do que te faz feliz. 

E você, que filme nos indica? Clique aqui, curta a página no Facebook e fique bem informado sobre o mundo do entretenimento. 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...