Anitta pode perder bens e passaporte devido a uma disputa judicial

Anitta pode ter o passaporte retido e bens bloqueados por conta de uma disputa judicial com a ex-empresária Kamilla Fialho. De acordo com informações do Jornal Extra, no dia 16 de outubro, o desembargador Adolpho Andrade já havia rejeitado um recurso da artista no processo movido pela empresária. A Justiça pede o depósito imediato de R$ 2,8 milhões.

A medida coercitiva foi pedida por Leonardo Gomes da Silva, advogado de Kamilla Fialho, para garantir que o pagamento seja efetuado. No entanto, o pedido ainda será apreciado pela Justiça.

“Entramos com um pedido de bloqueio de bens e do passaporte que será apreciado pela Justiça. É uma forma de garantir o pagamento da multa porque o prazo já passou”, explica Leonardo Gomes da Silva, advogado de Kamilla. Ele espera que a decisão saia na semana que vem. “Segundo a lei, o juiz pode usar de todos os meios para exigir o pagamento, pode requerer medidas coercitivas, como o bloqueio também do passaporte”, acrescenta.

Vale lembrar que, o caso começou quando Anitta decidiu romper contrato com Fialho, em 2014, para administrar sua própria carreira.

A defesa da cantora afirma que ainda cabe apelação e que Anitta sempre colaborou e vai seguir colaborando com a Justiça. “O pedido feito pelos advogados da K2L ainda não foi julgado. De qualquer forma, ele é incabido, uma vez que o recurso negado ainda cabe apelação e é nisso que estamos trabalhando no momento. A hipótese de Anitta estar desrespeitando qualquer medida judicial esta fora de cogitação. Ela sempre colaborou com o processo e assim seguirá”, diz nota divulgada.

Kamilla foi empresária da cantora na época em que ela atingiu o sucesso em todo o país, com o single “Show das poderosas”, do álbum de estreia da funkeira, intitulado Anitta (2013).

Foto: Correio

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...