Mas, afinal, o que é ter um Relacionamento Sugar?

Saiba mais sobre este novo conceito de “ser”

Esse novo conceito de se relacionar, chamado de “sugar”, não é para qualquer um. Em poucas palavras, é quando um homem maduro e bem-sucedido se relaciona com uma mulher jovem, determinada e ambiciosa. Entretanto, não basta ter só essas características para ser um Sugar Daddy ou uma Sugar Baby.

Foto: Divulgação/Assessoria

Antes de tudo, você deve saber que na relação sugar a honestidade é fundamental para que o relacionamento perdure e seja feliz. Inclusive, essa característica é o que muitos acreditam fazer a afinidade ser melhor do que a tradicional. “É um relacionamento mutuamente benéfico e transparente, em que ambos sabem dos seus desejos dentro daquela relação”, explica a CEO do site Meu Patrocínio, Jennifer Lobo.

Um homem que quer ser Sugar Daddy precisa estar disposto a investir e ajudar a Sugar Baby a conquistar os seus objetivos. Ele deve ser generoso, já ter a vida estruturada, uma carreira de sucesso e estar preparado para ser um mentor.

Foto: Divulgação/Assessoria

Por outro lado, uma mulher que deseja ser Sugar Baby deve se valorizar, saber se cuidar, ter ambição e determinação para ir em busca de seus sonhos. Ela sabe aonde quer chegar e, com a ajuda do Sugar Daddy, descobre o que precisa fazer para conquistar seus anseios.

E quem disse que o oposto não existe? Também há a Sugar Mommy e o Sugar Boy, em que os papeis são invertidos: no caso se trata de uma mulher madura, bem estabelecida financeiramente, dona de si mesma e que deseja ter um rapaz mais novo para ser seu “par”.

A linha tênue entre a relação sugar e o “pagar” para ir além.

Foto: Divulgação/Assessoria

Fica a dúvida: relacionamentos sugar é uma prostituição mascarada? A própria Jennifer explica que esta é uma grande confusão, entretanto, os conceitos são completamente diferentes.

“A prostituição de luxo é quando alguém contrata outra pessoa para obter sexo e paga por isso, ou seja, é uma transação comercial. O relacionamento sugar é quando há afinidade entre o casal e eles se relacionam normalmente, como qualquer outra pessoa que não conhece o conceito. O Daddy ou a Mommy podem ajudar o seu parceiro, mesmo que financeiramente – e não apenas – para que o companheiro possa obter um auxílio no seu crescimento pessoal, mas tudo dentro de um relacionamento com companheirismo, afinidade e amor”, explica.

Foto: Divulgação/Assessoria

Quando questionada sobre a aceitação dos brasileiros para esse estilo de vida, a matchmaker esclarece que muitos já vivenciam esta realidade, porém, nunca se deram conta disso. “Esse tipo de relacionamento existe há muito tempo, desde que se tem a essência de relacionamento entre o homem e a mulher. A maioria dos casais aqui no Brasil possui esse tipo de ‘acordo’, em que o homem é o provedor da casa, então, não há muito problema de aceitação quando as pessoas entendem o conceito do site. A diferença com os EUA é que lá o termo ‘sugar’ já existe há mais tempo e está mais enraizado na cultura deles”, comenta Jennifer.

Uma moda que pegou de vez!

Para quem acha que o estilo “sugar” não seduziu o Brasil, engana-se. Um levantamento feito pelo Meu Patrocínio em abril desse ano contabilizou mais de 200 mil cadastrados. A maioria são Sugar Babies a procura de Sugar Daddies, que ultrapassam 25 mil homens disponíveis na plataforma. Então, se a pessoa se enquadra nesses perfis, o relacionamento “sugar” é para ela. E, assim, neste estilo “importado” dos Estados Unidos e que vem conquistando o Brasil, as pessoas estão vivenciando momentos extremamente doces e dinâmicos, além de experiências inesquecíveis.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...