MC Livinho faz exigência inusitada para subir ao palco em show

Após ser acusado de cometer injúria racial com modelo, MC Livinho está envolvido em mais uma de suas polêmicas. Recentemente, ele foi ao Rio de Janeiro para fazer um show e fez uma exigência inusitada aos contratantes.

Segundo informações do colunista Leo Dias, do Jornal “O Dia”, alguns minutos antes de subir ao palco, ele se deu conta de que uma de suas exigências no camarim não estava cumprida.

Ele ameaçou os contratantes dizendo que só subiria ao palco quando seu Nesquick de morango  estivesse no camarim. Uma operação foi montada. Depois passar por vários postos de gasolina, a produção encontrou o produto.

Com várias caixas compradas, Livinho bebeu o Nesquick e disse: ‘Pronto,estou pronto para subir ao palco’. Cai o pano.

Modelo processa Livinho por racismo 

O funkeiro MC Livinho está sendo processado pela modelo Raiele Costa por racismo. A modelo participava da gravação do clipe da música “Esquadrão do Verão”, de Perera DJ, ao lado de mais nove modelos negras e dez brancas, no último dia 21.

Raiele deu depoimento para o delegado da 27ª DP, em São Paulo, no qual revelou que Livinho fazia brincadeiras de cunho racistas. Segundo ela, Livinho fingia ter espetado a mão no cabelo dela e ainda tirar objetos do cabelo da moça.

A modelo afirma que várias vezes deixou claro que não estava gostando da ‘brincadeira’. De acordo com o colunista Leo Dias, as pessoas riam da situação, deixando Raiele constrangida.

 Ainda de acordo com Leo Dias, do jornal “O Dia”, o casso corre em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. A assessoria de imprensa de Livinho declarou que as acusações é descabida.

“Livinho é negro. A família toda dele é negra e foi ele quem pediu para chamar essas modelos para fazer o clipe no sítio. Ele jamais seria racista”. A modelo não quis se pronunciar.

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...