“Profissão: Repórter” 06/12/2017 – O impacto da gravidez na vida de adolescentes

O “Profissão: Repórter” desta quarta-feira, 06/12, aborda o impacto da gravidez na vida de adolescentes.

Sentada no sofá da casa da mãe, Camila Barbosa Andrade chora de saudades do quarto de solteira e da companhia da família. Aos 17 anos, mãe de uma menina de seis meses, ela diz que já desistiu do principal sonho: “Eu queria fazer intercâmbio, mas esse sonho já era, né?”. A repórter Nathalia Tavolieri acompanhou Camila em uma entrevista de emprego. Segundo um estudo feito pelo Ipea, 76% das mães adolescentes não estudam e 58% não estudam, nem trabalham.

A repórter Eliane Scardovelli ficou surpresa com a quantidade de adolescentes grávidas na maternidade Bárbara Heliodora, a maior do estado do Acre. Na sala de espera do pré-natal, Eliane conheceu uma menina de 14 anos. Ela não sabia que a pílula anticoncepcional precisava ser tomada diariamente. O colégio estadual Barão do Rio Branco tem até um uniforme especial para as alunas grávidas. Professores e alunos ajudam a cuidar dos bebês que vão para a escola com as mães adolescentes.

O repórter Caco Barcellos registrou a falta de prevenção e de cuidados médicos com as mulheres que são mães muito cedo na ilha de Marajó, no Pará. Thaís ficou grávida do primeiro filho aos 11 anos. Ela tem suspeita de sífilis, mas não faz tratamento. Segundo a mãe de Thaís, o namorado não deixa a filha procurar ajuda por ciúmes dos médicos.

O programa vai ao ar a partir das 23h45, logo após o futebol, na Rede Globo.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...