Resumo da novela “O Direito de Nascer”, 19/02 a 23/02/18

Confira o resumo semanal da novela “O Direito de Nascer“, de 19/02 a 23/02/2018. A trama, originalmente transmitida em 2001 pelo SBT, está sendo reexibida de segunda a sexta-feira pela TV Aparecida, as 19h, logo após a “Missa Aparecida – Basílica Velha“.

Segunda-feira, 19/02 – capítulo 6

Dom Ramiro vai até o banco onde tem uma conta conjunta com seu sócio, Dom Rafael, e retira todo o dinheiro para que possa fugir. Frederico comunica Dom Rafael sobre a retirada, acompanhado pelo delegado eles vão atrás de Dom Ramiro para tentar prendê-lo. Dona Conceição decide procurar Alfredo Martins e pedir a ele que repare o erro que cometeu. Ela o pressiona e Alfredo admite que não pode se casar com ela senão seu pai o deserdará. Indignada com o rapaz, Conceição o esbofeteia. Nesse momento chega Dom Rafael, acompanhado pelos policiais, e estranha a presença da esposa na casa do ex-sócio. Os policiais pressionam a empregada de Alfredo e ela conta que os patrões vão embarcar no primeiro navio para a Espanha. Emília vai até a casa da condessa acompanhada por sua mãe, a maior inimiga de Vitória. As duas são humilhadas o tempo todo pela condessa que pretendia colocar Emília frente a frente com Maria Helena, que não aparece para o chá. Em casa, Dom Rafael pressiona a esposa para que lhe diga o que estava fazendo na casa de Dom Ramiro. O silêncio de Conceição deixa Dom Rafael furioso e ele ameaça agredi-la. Maria Helena ouve as ameaças do pai e entra no quarto para impedir que sua mãe seja agredida por sua culpa. Ela enfrenta a fúria do pai e quando está prestes a dizer a verdade sua mãe desmaia. Depois que Conceição volta a si, Dom Rafael vai até o quarto da filha e exige que ela lhe conte o que está acontecendo. Maria Helena conta que sua mãe foi procurar Alfredo Martins para tentar salvar sua honra. A confissão deixa Dom Rafael enfurecido e ele começa a chicotear a filha. Ao ouvir os gritos desesperados da garota, Maria Dolores entra no quarto e conta a Dom Rafael que sua filha está grávida.

Terça-feira, 20/02 – capítulo 7

Jorge Luiz critica a tia e pergunta o que ela pretendia colocando Emília e Maria Helena frente a frente e deixa bem claro que não permitirá que ela conduza sua vida. O delegado informa a D. Rafael que não foi possível prender Dom Ramiro, pois quando chegou à estação o trem já havia partido. Maria Dolores cuida dos ferimentos de Maria Helena, causados pelas chicotadas do pai, quando ele entra no quarto para informar que obrigará Alfredo Martins a se casar para salvar a honra da família. Enfurecido, Dom Rafael vai até a casa da família Martins e, apontando uma arma contra a cabeça do rapaz, ameaça matá-lo caso ele não cumpra com sua obrigação. Pressionado e ameaçado, Alfredo não tem alternativa senão acompanhar Dom Rafael até sua casa. Ao chegar lá ele diz que não pretende se casar com Maria Helena. Dom Rafael engatilha o revólver e Frei Estevão tenta acalmar os ânimos para evitar uma tragédia. Alfredo se vê obrigado a dizer que sim, mas, nesse momento, Maria Helena aparece na sala e diz que não pretende se casar com Alfredo.

Quarta-feira, 21/02 – capítulo 8

Maria Helena se coloca na frente de Alfredo Martins para evitar que seu pai cometa um crime. D. Rafael expulsa o rapaz de sua casa, mas antes ameaça matá-lo caso comente com alguém o que aconteceu entre ele e sua filha. Para evitar que um escândalo envolva o nome da família mais importante de Havana, D. Rafael diz para a esposa que a criança não pode nascer. Conceição defende a filha e argumenta que ela tem o direito de ter esse filho. Depois, Dom Rafael conversa em particular com Maria Helena e diz que não permitirá que jogue lama na reputação dos Juncal, por isso, ela não terá essa criança. Enquanto Maria Helena sofre as consequências de uma paixão proibida, Alfredo se diverte gastando o dinheiro que o pai lhe deu no bordel de madame Lina. Emília e Jorge Luiz conversam sob a luz do luar. Ela, com atitudes muito avançadas para a época, pergunta quais são suas intenções a seu respeito. Jorge Luiz diz que ainda é cedo para assumir qualquer compromisso, mas que suas intenções são as melhores. Maria Helena não vê saída para seu problema e aceita resignada a decisão de seu pai. Mamãe Dolores ouve, indignada, o que Dom Rafael pretende fazer e tenta convencer Maria Helena a lutar pela vida de seu filho.

Quinta-feira, 22/02 – capítulo 9

Mamãe Dolores reza para a Virgem ao lado de Maria Helena. A condessa Vitória está indignada por Maria Helena não ter aceitado o convite para o chá, pois o seu objetivo é aproximá-la de Jorge Luiz. Alfredo Martins passa seus dias bebendo e se divertindo no bordel de Madame Lina. Jorge Luiz pede à sua madrinha que providencie o encerramento de sua tutela para que ele possa assumir seus bens e a direção do banco. A condessa demonstra alívio por se livrar da tutela, mas, diz que seus bens estão fundidos com os dele e lembra o afilhado de que foi graças ao dinheiro que ela investiu no banco que seus negócios prosperaram. Vitória sugere um período de transição para que ele vá tomando conhecimento do funcionamento do banco e garante que, assim que ele estiver apto, renunciará à tutela. Jorge Luiz aceita a proposta. Dom Rafael vai até a clínica do Dr. Pezi pedir a ele que faça um aborto, mas, mente dizendo que se trata de uma de suas empregadas. O médico se recusa a praticar o aborto. Dona Conceição recebe outro convite da condessa Vitória para um chá em sua casa. Maria Helena se recusa a acompanhar a mãe e vai até a igreja conversar com frei Estevão. Frederico se encarrega de colocar Jorge Luiz a par dos negócios do banco, mas diz a ele que não precisa se preocupar com as reuniões dos acionistas. Jorge Luiz não entende o porquê e pede explicações. Frederico acaba confessando que tais reuniões não existem e que passa esse tempo no bordel de madame Lina. Dom Rafael procura uma parteira.

Sexta-feira, 23/02 – capítulo 10

Dom Rafael vai à casa da parteira e ela pede mil pesos adiantados para realizar o aborto, ele aceita. Frei Estevão a aconselha Maria Helena ter a criança. Emília volta do almoço que teve com Jorge Luiz e, feliz, conta para a mãe e o irmão que o rapaz quer se casar com ela. A mãe se entusiasma com a notícia e sonha com o fim de seus problemas financeiros. Conceição e Mamãe Dolores discutem sobre quem é a mãe de Maria Helena, quem pariu ou quem criou, e rezam para que Nossa Senhora a salve. Dona Conceição vai sozinha ao chá da condessa Vitória e justifica a ausência da filha dizendo que ela não se sente bem. Maria Helena se recusa a entrar na casa da parteira, mas Dom Rafael exige que ela obedeça e que salve o nome da família. A condessa Vitória manifesta sua intenção de casar Jorge Luiz com Maria Helena. Maria Helena se recusa a fazer o aborto, grita e sai correndo. Jorge Luiz entra no jogo de Frederico e diz à madrinha que está numa reunião de acionistas. Enquanto isso, Frederico está no bordel de madame Lina, nos braços da bela Cecília. Maria Helena volta para casa. Dom Rafael conta a Conceição que Maria Helena se recusou a fazer o aborto e por isso vai levá-la para um hospício.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...