Celebridades Destaque Música Wesley Nolasco

Cantor gospel lança disco como drag queen: “Parei de fingir”

Cantor gospel lança disco como drag queen: “Parei de fingir”

Lucas Miziony começou a cantar na igreja aos 6 anos e, aos 14, lançou seu primeiro CD de música gospel. Premiado como revelação em 2016 e com uma carreira de sucesso no meio, Lucas Fernandes, como era conhecido, se preparava para lançar o terceiro CD gospel. Mas abandonou a carreira religiosa e “saiu do armário” com muito estilo.

Inspirado em sua ídola Pabllo Vittar, o cantor paulista, hoje com 23 anos, lançou neste mês o EP “Homem e mulher”, em que aparece na capa vestido como homem gay e como drag queen.

“Estava tudo certo para o terceiro CD gospel, mas eu pensei: vou ficar famoso, é melhor parar por aqui. Sou gay, a igreja não aceita a homossexualidade. De que adianta viver de aparência para as pessoas e para Deus eu colocar uma máscara? Fiquei com muito medo de me assumir, mas decidi parar de fingir para agradar os amigos”, contou o artista.

As músicas de Pabllo dão confiança para o cantor na nova empreitada, e o sonho dele é um dia dividir o palco com a diva drag e lutar junto com ela para acabar com o preconceito. A Pabllo foi inclusive a referência para a capa do novo EP.

” Eu amo a Pabllo Vittar, acho que ela é a pessoa que me representa, me faz ficar mais forte. Penso que vou conseguir guerrear junto com ela para quebrar esse preconceito na humanidade. Como eu sou muito fã, pensei em fazer de um lado da capa o que eu realmente sou, um menino gay independente. Mas por dentro de mim você vai ver uma menina, e foi quem eu coloquei do outro lado. Foi o jeito que eu consegui para mostrar como sou por dentro e por fora”, explicou.

Confira uma das faixas do artista:

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.