Home > Economia > Conheça o Pride Bank: Primeira fintech LGBT do mundo

Conheça o Pride Bank: Primeira fintech LGBT do mundo

O primeiro banco digital LGBT do mundo é brasileiro! Estamos falando do Pride Bank, que começou suas atividades na madrugada desta quinta-feira (14). Ao mesmo tempo, veio à tona o Instituto Pride, cuja premissa é destinar 5% dos lucros para causas sociais para a comunidade LGBT. Até então, o banco ainda está em fase beta, e os serviços são destinados apenas a convidados. Contudo, no próprio site, as pessoas já podem fazer o cadastro e solicitar a abertura de sua conta digital.

A princípio, o Pride Bank começou a funcionar com serviços de conta corrente digital, como transferências, TEDs, boletos, pagamentos de contas e impostos, e cartão de crédito pré-pago. Vale lembrar ainda que os correntistas — ou melhor, os Priders — poderão colocar seus nomes sociais no cartão.

“A ideia do Pride Bank surgiu da vontade de criarmos um serviço que não discrimine, não diferencie pessoas por sua orientação sexual, identidade de gênero ou qualquer diferença e, mais do que isso, que festeje essas diferenças, respeitando todas as pessoas LGBTI+ e seus aliados”, afirma o CEO, Marcio Orlandi Junior. “Acreditamos que os serviços devem atender às pessoas e não o contrário. E — acima de tudo — devemos usar produtos que nos entendam. Em um contexto onde a igualdade de gênero e respeito à comunidade LGBTI+ são esforços diários, criamos um banco digital que entenda os desafios e necessidades e que apoie a comunidade em todas as suas esferas: desde serviços financeiros até apoio a causas e eventos. Acreditamos no direito de ser. E aqui, a gente respeita quem você é”, diz.

O site oficial do banco fomenta que no Pride Bank os correntistas são tratados como querem ser tratados. Sendo assim, possui a política de respeito aos nomes sociais, pronomes e a sua história, sem discriminação.

Fonte: Guia Gay de São Paulo e Canal Tech

You may also like
3 mil cartões são reenviados pela Nubank para garantir proteção de clientes
Alternativa de antecipação de parcela do Nubank pode poupar R$ 20 mi para clientes
BanCryp e PagSeguro divulgam a PagCryp: maquininha que aceita cartão e Bitcoin
Órgão de defesa instaura processo e pode obrigar Bradesco, Banco do Brasil e Itaú a se desfazerem de Cielo e Rede