Home > Política > Deputado Eduardo Bolsonaro assume liderança do PSL na Câmara

Deputado Eduardo Bolsonaro assume liderança do PSL na Câmara

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, é o novo líder do partido na Câmara. O nome dele apareceu no sistema da Câmara como ocupante do cargo no começo da tarde desta segunda-feira (21).

Pouco antes da confirmação, o agora ex-líder Delegado Waldir (PSL-GO) divulgou um vídeo no qual identificava que a liderança havia passado para Eduardo.

O conflito pelo posto de líder do PSL na Câmara começou há duas semanas e é um reflexo da crise interna no partido. Duas alas da sigla vivem um confronto: uma ligada ao presidente Jair Bolsonaro; a outra, ao presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE).

A ala bolsonarista já havia tentado, na quarta-feira (16), emplacar o nome de Eduardo para o lugar de Waldir. Foram enviadas para a direção da Câmara duas listas com assinaturas de deputados do PSL solicitando a troca de líder. Apesar disso, aliados de Waldir entregaram uma terceira lista que, após análise da Câmara, superou sobre as demais, por ter mais assinaturas.

Nesta segunda, apoiadores de Eduardo entregaram uma nova lista, com 28 assinaturas válidas (mais da metade da bancada), que foi validada pela Câmara. Pelas normas da Casa, a lista mais recente, desde que tenha assinatura da maioria dos deputados de um partido, tem validade para determinar o líder da bancada.

Questionado por jornalistas sobre a nova função, Eduardo Bolsonaro afirma que deseja ver o PSL como um partido aliado ao governo: “O meu desejo é que principalmente o PSL voltasse a ser o partido do governo”.

Ele disse ainda que conseguiu informações de que o grupo rival apresentaria nova lista, por isso não quis se pronunciar como novo líder, apesar da confirmação do nome de deputado pela Secretaria-Geral da Mesa da Câmara.

“Existem algumas informações chegando, informações um pouco desencontradas. Então, neste momento, eu não sei se a lista que está valendo é a minha lista, se houve ou não houve qualquer tipo de acordo. Então, eu não posso me posicionar como sendo ou não o líder do partido”, disse Eduardo Bolsonaro.

Pouco depois do pronunciamento do deputado, houve a confirmação de que o grupo de Bivar apresentou uma nova lista, que ainda não foi reconhecida pela Câmara.

Nova lista

A nova lista do PSL foi protocolada pelo líder do governo na Câmara, deputado Vitor Hugo (PSL-GO). O documento exibia 29 assinaturas – mas 28 foram validadas pela direção da Casa.

Da nova lista, continham a assinatura de cinco deputados que tinham sido suspensos pelo partido na sexta-feira (18): Carla Zambelli (SP), Carlos Jordy (RJ), Felipe Barros (PR), Alê Silva (MG) e Bibo Nunes (RS).

A suspensão dos deputados foi anulada pela direção do partido. Por isso, as assinaturas estão valendo.

Ex-líder

No vídeo publicado nas redes sociais, o deputado Delegado Waldir afirma que está à disposição de Eduardo para fazer a transição na liderança de forma “transparente”.

“Venho a público fazer um esclarecimento. O meu partido, o PSL, decidiu retirar a ação de suspensão de cinco parlamentares, e aceitamos democraticamente uma nova lista que foi feita por parlamentares”, declarou.

“Já estarei à disposição do novo líder para, de forma transparente, passar para ele toda a liderança do PSL. Queria agradecer aos parlamentares que confiaram nesse nosso projeto, dizer que não sou subordinado a nenhum governador, a nenhum presidente, e sim ao meu eleitor.”

Delegado Waldir aceita nova lista, e Eduardo Bolsonaro é o novo líder do PSL na Câmara

G1

You may also like
Bolsonaro nega envolvimento no caso Marielle e diz que está sendo perseguido pelo PT
Bolsonaro declara sua saída do PSL e anuncia seu novo partido
Bolsonaro assina medida que acaba com o seguro DPVAT que indeniza vitimas de acidente
Jair Bolsonaro intitula Roberto Alvim como secretário de Cultura