Destaque Televisão Wesley Nolasco

“Difícil de assistir”, diz Deborah Secco sobre cena de abuso sexual em “Segundo Sol”

“Difícil de assistir”, diz Deborah Secco sobre cena de abuso sexual em “Segundo Sol”

Deborah Secco comentou nesta quinta-feira (2) a repercussão da cena em que sua personagem em “Segundo Sol”, Karola, é obrigada a fazer sexo com Remy (Vladimir Brichta) sob chantagem. Ela definiu: “É violência, sim. É absurdo, sim. É difícil de assistir, sim.”

“Pra quem não viu, a cena foi a vilã sendo sexualmente violentada pelo amante. Pode até ter existido quem se divertiu com a dor dela, [quem possa] ter achado que ela merecia, mas a maioria me perguntou se eu tinha enxergado a violência da cena.”

“Claro que enxerguei. Claro que sentimos isso na hora de gravar. Claro que pensamos em quem passa pela situação”, continuou a atriz, em um relato publicado no Instagram (leia abaixo).

View this post on Instagram

Hoje vi pessoas angustiadas com a cena de violência entre Remy e Karola. É violência, sim. É absurdo, sim. É difícil de assistir, sim. Mas o que seria da arte se não fosse a provocação? Se não nos fizesse chorar, rir, nos indignar… ? Pra quem não viu, a cena foi a vilã sendo sexualmente violentada pelo amante. Pode até ter existido quem se divertiu com a dor dela, ter achado que ela merecia, mas a maioria me perguntou se eu tinha enxergado a violência da cena. Claro que enxerguei. Claro que sentimos isso na hora de gravar. Claro que pensamos em quem passa pela situação. Mas que bom! Que bom ver o papel provocador da arte se implementar em forma de indignação. Essa é a nossa função na sociedade. Obrigada, Karola! Obrigada, Vlad (gênio!!!), @mmedicis , Dennis e toda equipe por tornar essa representação possível e cheia de respeito. Retratar a vida é expor as feridas, é colocar a arte a serviço da sociedade. É lutar para que essa indignação seja força para mudar! Sigamos!

A post shared by Deborah Secco (@dedesecco) on

Secco e Brichta interpretam vilões amantes na trama das 21h. Na sequência, exibida no capítulo desta quinta, Remy ameaça revelar que Valentim (Danilo Mesquita), criado por Karola, é na verdade filho de Luzia (Giovanna Antonelli). Para manter o segredo guardado, o personagem pede a Karola um striptease e a obriga a ir para cama com ele.

“O que seria da arte se não fosse a provocação? Se não nos fizesse chorar, rir, nos indignar…”, refletiu a atriz. “Que bom ver o papel provocador da arte se implementar em forma de indignação. Essa é a nossa função na sociedade”. Ela concluiu: “Retratar a vida é expor as feridas, é colocar a arte a serviço da sociedade. É lutar para que essa indignação seja força para mudar!”

Sobre o autor | Website

Instagram: @wesleynolasco1

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.