Home > Economia > Dólar crava no recorde histórico nesta terça-feira, confira

Dólar crava no recorde histórico nesta terça-feira, confira

O dólar até desacelerou a alta depois de dois leilões especiais promovidos pelo Banco Central no mercado à vista, mas ainda assim terminou com folga em nova máxima recorde nesta terça-feira, após disparar ao longo do pregão a quase R$ 4,28 e terminar em novo pico histórico também para o intraday.

A onda de compra da moeda foi deflagrada após declarações dadas na véspera pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, indicando que o dólar alto veio para ficar.

A força da moeda, entretanto, também teve como respaldo a percepção de que o Banco Central estava hesitando em atuar no mercado cambial, o que forçou duas intervenções da autoridade monetária no mercado à vista.

No mercado interbancário, nas quais operações se encerram às 17h, o dólar terminou em alta de 0,59%, a R$ 4,2398 na venda, mais de 2 centavos acima da máxima anterior — de R$ 4,2150 na venda, marcada na véspera.

Durante os negócios, a cotação cravou R$ 4,2785 na venda. Na compra, a moeda foi a R$ 4,2770, superando com folga a taxa de R$ 4,2482 na compra alcançada em 24 de setembro de 2015, quando os mercados domésticos sofriam com forte volatilidade logo após de a S&P retirar do Brasil o grau de investimento.

Na B3, em que as operações vão até as 18h15, o contrato de dólar mais negociado subia 0,27%, a R$ 4,2400, após máxima de R$ 4,2775.

Fonte: Terra

Imagem: IStock

You may also like
Preço das carnes sobe 8% e gera o maior impacto na inflação para um mês desde 2015
Trump acusa Bolsonaro de desvalorizar real e anuncia restauração de tarifas sobre aço e alumínio
Flamengo vence Palmeiras no domingo e marca mais um recorde em 2019
Governo diminui estimativa de salário mínimo para o próximo ano