“Dual-chip de um chip só” é lançado pela TIM para Iphone


A TIM iniciou nesta semana, a habilitação de linhas no modelo eSIM para iPhone XR, XS eXS Max. O mecanismo isenta o cartão físico e possibilita cadastrar um segundo número digitalmente, permitindo a função dual-chip no aparelho. Ainda que a tecnologia esteja presente no Apple Watch e no Galaxy Watch, da Samsung, a operadora também irá disponibilizar o serviço exclusivamente para os celulares da Apple.

A operadora vende o eSIM em formato de QR Code em estabelecimentos físicos em 20 estados e no Distrito Federal — a lista completa de lojas pode ser consultada no site oficial. Entre as maiores empresas de telefonia do país, somente a Oi até o momento não apresenta o serviço, já que Claro e Vivo oferecerem o chip virtual desde o primeiro semestre de 2019.

O usuário que pretende acionar uma linha TIM no formato eSIM é preciso ir a uma loja da operadora e obter o produto no formato de QR Code. Obtendo o código, o cliente deve conectar-se ao aplicativo — Ajustes no iPhone para preencher o cadastro: basta ir ao menu “Celular > Adicionar plano Celular”, e acompanhar os passos na tela.

eSIM é comercializado no formato de QR Code — Foto: Divulgação/Tim

O processo remete informações relacionadas à linha diretamente para um chip interno na placa-mãe, encarregando de fazer a comunicação do smartphone com as torres de telefonia. Conforme a operadora, o celular habilitado com eSIM não pode ser desconectado da internet em caso de furto ou roubo, além de impossibilitar a alteração para uma nova linha a fim de dificultar o repasse do aparelho.

O que é eSIM

A tecnologia eSIM (embedded SIM) possibilita habilitar linhas em um chip interno do dispositivo, seja ele um celular ou um relógio. No iPhone, o artifício permite a função dual-chip: um número fica memorizado digitalmente e outro no formato padrão de chip SIM físico. É permitido estabelecer uma linha principal para ligações e SMS, enquanto a outra exerce apenas para acesso à Internet, ou vice-versa.

O eSIM tem o compromisso de facilitar a ativação de celulares, abandonando a troca manual de chip. O desenvolvimento exige somente uma configuração nos ajustes do iOS para inserir um número de telefone, seja ele corporativo ou pessoal. Todo o processo pode ser feito por meio de um QR Code ou app oficial, ambos proporcionados pela empresa de telefonia.

Fonte: techtudo