ÚLTIMAS Vanessa Haddad

Empresa carioca Dinamicar Pneus, vítima de “Fake News”, aproveita notícia falsa para criar marketing de oportunidade nas redes sociais

Empresa carioca Dinamicar Pneus, vítima de “Fake News”, aproveita notícia falsa para criar marketing de oportunidade nas redes sociais

Empresa carioca vítima de “Fake News” aproveita notícia falsa para criar marketing de oportunidade nas redes sociais

Circulou nos últimos dias pelas redes sociais, supostos vídeos e mensagens atribuídos à Dinamicar Pneus(empresa especializada em manutenção de carros e pneus) em que funcionários,propositalmente, estariam empenando rodas e aros dos carros de clientes, para supostamente, vender esse tipo serviço de manutenção.

Diante da proporção que à “Fake News” ganhou na Internet, à marca lançou uma campanha como resposta, na troca de pneus, caso seja necessário desamassar ou desempenar as rodas do veículo, o serviço será realizado gratuitamente. A notícia foi publicada por meio das redes sociais da empresa e surpreendeu funcionários e internautas.

A Dinamicar Pneus publicou um comunicado oficial nesta segunda-feira, 6 de fevereiro, esclarecendo o teor da notícia falsa.

Confira na íntegra:

COMUNICADO OFICIAL

A DINAMICAR PNEUS, há 30 anos no mercado é referência e sinônimo de transparência e qualidade no atendimento aos seus clientes. E por isso, viemos a público esclarecer que somos uma empresa com mais de 300 colaboradores, que juntos enfrentamos essa grande crise econômica que impacta o Brasil. Recentemente, fomos vítimas de ‘fake news’ que colocou nossa marca no foco de inverdades com o intuito de nos desestabilizar.

Vídeos e informações que circulam pelas redes sociais, de forma criminosa e irresponsável, imputam à empresa práticas descabidas, que jamais fizeram parte da política de excelência da DINAMICAR PNEUS.

Reiteramos que essas informações inverídicas, disseminadas por pessoas de má-fé, com intuito de induzir clientes e os meios de comunicação ao erro não fazem parte de nossos valores e princípios.

Especialista explica o risco de compartilhar notícias sem checar a procedência das informações.

Para Márcio Gonçalves, Doutor em Ciência da Informação pela UFRJ, o risco de compartilhar informação sem checar a procedência pode acarretar na formação de uma opinião que não é verdade. Um efeito cascata se cria na velocidade de um tsunami de informação falsa.

Por fim, pedimos que ao receber, e compartilhar qualquer tipo de informação por meio das redes sociais, pesquise uma fonte confiável para esclarecimento” conclui a nota publicada no Facebook, Twitter e Instagram.

Saiba mais sobre a Dinamicar Pneus

A empresa foi fundada há três décadas, e atualmente é administrada por quarto irmãos, que empregam 300 funcionário, com nove lojas no Rio e Grande Rio. Por ano, eles atendem cerca de 70 mil clientes.

Uns dos sócios, Ricardo Souza, ficou surpreso com a repercussão do caso. “Diversas páginas no Facebook, e perfis no YouTube e no Twitter, descontextualizaram um vídeo publicado há mais de uma ano, em que um antigo funcionário, descontente com o trabalho, atirou pneus no chão, e foi filmado por colegas de trabalho. Atrelando às imagens do vídeo, como se fosse uma prática nossa para prejudicar os clientes. Um verdadeiro absurdo” desabafa.

Segundo o empresário, todo conteúdo das “Fake News” publicado nas redes sociais, foi analisado, e o jurídico da empresa já foi acionado para registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), ainda nesta quarta-feira, 6.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.