Home > Curiosidades > Esqueleto de norte-americano desaparecido há 22 anos é encontrado por Google Earth (FOTO)

Esqueleto de norte-americano desaparecido há 22 anos é encontrado por Google Earth (FOTO)

Foto tirada por um satélite do Google permitiu encontrar o cadáver de um homem desaparecido há 22 anos na Flórida, segundo comunicou policiais, a imagem mostra um lago com um carro submerso perto da margem. A foto estava há mais de uma década disponível no serviço do Google sem ninguém notar o carro no lago norte-americano.

William Moldt desapareceu em Palm Beach, Flórida, no dia 7 de novembro de 1997. Uma pesquisa no Google Earth encontrou um carro afundado no lago. Após a retirada do veículo, os restos mortais de um homem foram descobertos e identificados como sendo de Moldt.

O homem foi encontrado por um morador do complexo residencial The Grand Isles, que observou a silhueta do veículo enquanto fazia uma busca por meio do serviço de satélite do Google. Ele então comunicou ao morador mais próximo da área que utilizou um drone para encontrar e confirmar que se tratava de um veículo.

O delegado de Palm Beach comprovou a existência do veículo no lago, alegando que a parte externa do veículo estava “fortemente calcificada” por estar debaixo d’água há décadas.

“Ao retirar o veículo, foi identificado em seu interior, restos de um esqueleto humano”, observou a autoridade policial, informando que o corpo pertencia a William Moldt, desaparecido desde novembro de 1997.

Segundo os arquivos do Sistema Nacional de Pessoas Desaparecidas e Não Identificadas, Moldt, um corretor de valores de 40 anos de idade, havia ligado para sua noiva depois de beber alguns drinques em um clube noturno e prometendo que logo estaria em casa, porém nunca retornou.

Fonte: sputniknews

You may also like
Assassinato na Flórida pode ter Alexa, da Amazon, como testemunha
Google lança “smartphone de papel”, confira
Inteligencia artificial está sendo ensinada a identificar cheiro de moléculas pela Google
Nova lei implantada nos Estados Unidos pode afetar todas as redes sociais