Celebridades Juliana Dracz

Julgados como impróprio, vídeos sensuais de Anitta são censurados no YouTube

Julgados como impróprio, vídeos sensuais de Anitta são censurados no YouTube

Conhecida por seus looks sempre ousados e sensuais, Anitta viu seus vídeos serem bloqueados pelo YouTube após terem sido considerados impróprios para menores de 18 anos. Os clipes “Blecaute” e “Loka”, foram os primeiros a sofrerem censura na plataforma. As informações são do colunista Léo Dias, do jornal “O Dia”.

O bloqueio acontece quando a ferramenta Modo Restrito é ativada. Assim, os pais conseguem ter um maior controle sobre o acesso dos seus filhos ao conteúdo assistido na plataforma.  Lady Gaga, Mariah Carey, Christina Aguilera também tiveram clipes bloqueados no YouTube.

Recentemente, Anirra se irritou com um comentário machista deixado em um vídeo da cantora com Nego do Borel. “Essa ele já passou a vara algumas vezes… Será?”, comentou o anônimo. A artista logo reprovou o comentário.  “Ninguém passa a vara em ninguém, querido. Nem todo homem tem esta mentalidade medíocre de que a mulher que dança e usa a roupa que quer tem que ser desrespeitada ou quer ser ‘comida’ como você deve dizer. Por isso, Nego é meu irmão que amo tanto. Ele respeita as mulheres esteja ela muito vestida, pouco vestida, dançando até o chão ou paradinha sentada no sofá. Como você deveria fazer ao invés de sair julgando os outros sem conhecer”, expressou.

Sobre o autor | Website

Acadêmica em jornalismo pela Universidade Católica de Brasília. Atuou no registro do processo de migração do analógico para o digital (DF). É também responsável pela editoria de eventos do Registro POP.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.