Cinema Críticas Osíris Reis

Maria Madalena – será que vale a pena?

Maria Madalena – será que vale a pena?

Nem puta, nem santinha. Santa? Talvez, mas não no sentido a que estamos acostumados. “Maria Madalena” estreia amanhã, quinta-feira, 15 de março, nos cinemas brasileiros. A história já é bem conhecida, mas o protagonista é diferente, com a proposta de trazer nuances diferentes à narrativa. Mas e aí? Será que “Maria Madalena” vale a pena?

História requentada?

Não, esse não é um filme de surpresas. Todo mundo já sabe o final, então não é no enredo que está o pulo do gato. “Maria Madalena” um filme de (re)contemplação. O desenrolar dos fatos só tem importância pelos sentimentos que despertam nas personagens. São os sentimentos deles, traduzidos pelos atores, que fazem as tintas dessa pintura.

O Jesus de Joaquin Phoenix é um dos mais humanos até agora. É um Cristo que “se cansa” após os milagres o que convenhamos, não é nenhuma blasfêmia. Mesmo quando se acredita na divindade dele, seria incoerente ele não respeitar os limites de seu corpo humano. Outrossim, é alguém que não parece saber de tudo. É um personagem que tem seus medos e não pestaneja em receber ajuda quando lhe é oferecida. Oferta, interessantemente, disponibilizada apenas pelas duas grandes Marias de sua vida. De qualquer forma, é um messias que fala pouco, já que o filme não é sobre ele.

Os apóstolos homens também têm intérpretes interessantes. Mais focados em preparar sua revolução política que na espiritualidade em si, cumprem bem seus papeis. É interessante também a presença negra no elenco. Ponto positivo para relativizar todo o imaginário sobre aquela época.

A jornada de Maria Madalena

Maria Madalena

Foto: Divulgação

Mas é na Maria Madalena de Rooney Mara que está o “X” da questão. É uma metáfora interessante os apóstolos ansiarem pelo pirotécnico reino do messias em comparação aos objetivos da protagonista. Da mesma forma, as roteiristas Helen EdmundsonPhilippa Goslett e o diretor Garth Davis sabem que o público está acostumado a um cinema de emoções épicas. No entanto, Maria Madalena, da interpretação da atriz, ao ritmo, figurino e trilha sonora, é feito de sutilezas. Mas não as menospreze: são sutilezas poderosas o bastante para transcender política, religião e machismo para alcançar um humanismo absolutamente libertador.

A jornada de Maria Madalena é sobre liberdade. É uma liberdade que sempre tivemos, que sempre está aí, da qual sempre soubemos, mas que quase sempre deixamos escapar. É um filme para assistir, sentir e pensar. Não o sentir das chibatadas da “Paixão de Cristo” do Mel Gibson. Se você enxergar além do ritmo lento do filme, o filme da apóstola será uma obra de arte perfeita em sua proposta.

Maria Madalena” estreia nos cinemas brasileiros amanhã, quinta-feira, 15 de março.

 

Gostou da crítica? Vai ver o filme? Não vai? Deixe aqui nos comentários suas impressões sobre a crítica e o filme.  E para ler críticas de outros lançamentos do cinema, clique aqui.

Quer continuar antenado nas novidades da telona? Clique aqui, curta a nossa página no Facebook e fique sempre bem informado sobre o mundo do entretenimento. Para atualizações direto no seu Android,  é só instalar nosso aplicativo grátis, clicando aqui.

Sobre o autor | Website

Osíris Reis zanzou da Medicina à Mecatrônica antes de assumir a tara por Ficção Fantástica. Formado em Audiovisual pela Universidade de Brasília, é autor de “Treze Milênios” (ficção científica vampiresca), dos contos “Madalena” (Paradigmas 1), “Alma” (Imaginários 1), “Queda” e “Companheiros de Armas” (Fantástica Literatura Queer), da coletânea de contos “Sobre humanas fúrias”, condecorada com o Prêmio Cassiano Nunes do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal, e do romance seriado “Golem”, veiculado no portal Bearnerd. Xamã desde 2003, Osíris também é animador 3d, editor de áudio e vídeo, empreendedor, compositor e, para os íntimos, consultor tecnológico.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.