Música Luca Moreira

O Crescimento da Produção Independente no Brasil

O Crescimento da Produção Independente no Brasil

Considerada uma das grandes expoentes da produção independente de web séries no Brasil, Priscila Pugliese gostava da interpretação teatral desde pequena, porém o gosto contrariava sua família, que infelizmente não apoiavam muito seu desejo de trabalhar com a arte.

Sua primeira oportunidade surgiu através de uma prima, que observou o seu gosto e a convidou para realizar um ano de curso de teatro. Dando assim início a sua vida como artista, começou a fazer covers, se destacando pela primeira vez no teatro. Ao mesmo tempo em que seguia sua graduação em arquitetura, continuou fazendo cursos relacionados à arte, dessa vez voltado a interpretação cinematográfica e televisiva.

O grande marco de sua vida como profissional veio com a criação da Ponto Ação Produções, que tinha como objetivo facilitar a inclusão de novos nomes no cenário artístico brasileiro, além de incentivar produções nacionais independentes. A diferenciação das séries pode ser evidenciada quando observamos a inspiração dos roteiros em fanfics – histórias criadas por internautas, que aos olhares de Priscila se tornaram uma grande fonte de investimentos.

Uma das visões de Priscila é dar oportunidade a autores que apesar de terem bons projetos, não possuem a estrutura para realizá-los: “Eu vi como existem escritores ótimos que não têm essa oportunidade. Talvez em “Entre Duas Linhas” eu não tenha visto dessa forma. Hoje às vezes eu falo: “me indiquem fanfics”. Tem muito texto bom, eu procuro ler sempre. Tem histórias que podem virar filmes de tão boas. São muitas escritas boas.”

Apesar de seu brilho por trás das câmeras, o lado atriz de Priscila também está sempre presente em todas as suas séries, e transmitindo uma lição importante em cada uma delas sobre como devemos descobrir cada vez mais o mundo e suas diversidades. No caso de sua personagem Fernanda em “Entre Duas Linhas”, o papel trouxe para ela grandes ensinamentos sobre respeitar as pessoas independente da forma que elas são: “Às vezes a gente julga pela aparência ou pelo que a gente acha que ele é. A Fernanda me ensinou que ela é sim uma pessoa pegadora, que gosta que curtir a vida, mas que isso não faz com que ela não seja um ser humano. Ela se apaixona, ela ama, ela dá carinho, amor. Ela me ensinou isso. A gente não deve julgar dessa forma.”

Com uma margem de 27 milhões de espectadores, o currículo da produtora já acumula três produções, sendo elas: “Entre Duas Linhas”, “Até Você Me Esquecer” e mais recentemente “A Melhor Amiga da Noiva”, lançada esse ano.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.