Home > Esportes > Presidente do Chile cancela dois grandes eventos e ameaça cancelar final da Libertadores

Presidente do Chile cancela dois grandes eventos e ameaça cancelar final da Libertadores

A Conmebol já avalia a possibilidade de mudança da sede da final da Libertadores. Marcada para Santiago, no Chile, o confronto Flamengo x River Plate pode ir para outro local por conta das manifestações no país. Os ânimos na instituição, que reafirmava a disputa no Chile com convicção, se transformaram de ontem (30) para hoje, principalmente em relação dos cancelamentos da cúpula de líderes da Apec e da conferência de clima Cop-25.

Ainda há, contudo, o plano de insistir com Santiago se for possível. Tal escolha se mostra com uma força cada vez menor.

Desde o início dos protestos, a Conmebol tem assegurado a realização do jogo em Santiago onde já tem uma estrutura desenhada, visitada por times, e promoções de patrocinadores. Houve investimento para preparação do Estádio Nacional. Porém, a proporção de protestos no país contra o presidente do país, Sebastián Piñera, converteu o cenário. O governo chileno, através de sua porta-voz, até o momento confirmou a realização do evento.

Mas o cancelamento de dois outros eventos deixaram a Conmebol insegura. Internamente, longe de posições oficiais institucionais, agentes monitoram a situação e buscam qual seria a melhor alternativa em caso de mudança. O que se sabe até o momento é que a realização de dois jogos, um na casa do Flamengo e outro do River, está quase descartada. O próprio regulamento da Libertadores antevê a final única, e mudar isso seria rasgar as regras.

Rapidamente o tom subiu na última noite, entrou em debate a transferência do jogo para um país fora da América do Sul, como aconteceu com Boca Juniors x River Plate, em 2018 — ocorrido em Madri por questões de segurança. A Conmebol não enxergou isso com bons olhos e praticamente descartou o cenário. Interlocutores de cidades como Miami, nos Estados Unidos, e Doha, no Qatar, correram para oferecer os locais, mas não animaram os cartolas da confederação sul-americana.

A ser uma final única no continente, estariam fora de cogitação, opções como Argentina e Brasil, países dos dois times finalistas, o que causaria o benefício a um dos dois.

Quando cancelada a final da Sul-Americana em Lima, esta foi levada para Assunção, no Paraguai, sede da Conmebol. Outra opção seria analisar países neutros, como o Uruguai. Mas não há nomes na mesa ainda. O que há é uma discussão da instituição sobre se será possível realizar a final no Chile e o que seria necessário para transferi-la.

A decisão não pode demorar muito porque há uma preparação para o jogo e as vendas de ingressos para torcedores de River Plate e Flamengo já iniciaram, tal como já tinham sido vendidos bilhetes para moradores do Chile.

Via: uol

Foto: Areté Editorial S.A.

You may also like
Fluminense leva gol no final da partida e Atlético empata por 1 a 1 no Maracanã
Bolsonaro nega envolvimento no caso Marielle e diz que está sendo perseguido pelo PT
Vasco e Flamengo empatam em jogo eletrizante no Maracanã
Bolsonaro declara sua saída do PSL e anuncia seu novo partido