PRF autoriza abertura de concurso e edital pode sair em agosto

A Polícia Rodoviária Federal admite que houve trâmites para autorização da portaria do concurso, porém, afirma que o edital está muito próximo de sair, com perspectiva que seja publicado nesse mês de agosto. O concurso foi autorizado no dia 27 de julho, e o departamento está confiante que a publicação será eficiente, por conta da demanda que se faz necessária a entrada de novos PRF’S e estar trabalhando para divulgar o edital o mais breve possível.

A portaria confirmou que serão 500 vagas, o cronograma do processo seletivo e o estudo da profissiografia do cargo de policial rodoviário federal, deverá contar com a contratação de uma organizadora para tratar dessas fases. Há a possibilidade das provas escritas ocorrerem no mês de novembro, com o exame objetivo e discursivo, pois há necessidade da PRF obedecer o prazo de 60 dias entre a publicação do edital e abertura das inscrições.

O cargo de policial rodoviário federal foi criado em 23 de julho de 1935, com objetivo de preservar a ordem, a segurança pública e o patrimônio da União, com patrulhamento ostensivo das rodovias federais, atuando na prevenção de acidentes e atendendo vítimas de acidentes das rodovias federais, exercendo o poder de autoridade de trânsito.

Com requisitos de 18 à 65 anos de idade, poderão concorrer homens e mulheres com ensino superior completo em qualquer área de formação e que possua carteira nacional de habilitação da categoria B. A remuneração inicial do cargo é de R$9.931,57, e em 2019 passará a ser R$10.357,88.

Os valores já incluem o auxílio alimentação que é no valor de R$458. As lotações funcionam da seguinte maneira: Sede em Brasília, 27 superintendências regionais, 150 delegacias, 413 unidades operacionais, com total de mais de 550 unidades em todo território nacional.

Leandro Mendonça

Sobre Leandro Mendonça

Administrador e fundador do site Minuto Livre. Atua em sites de entretenimento desde 2009, e contribui atualmente para o site NaTelinha.

Ver todas as mensagens de Leandro Mendonça →

Deixe uma resposta